Neurofeedback para o zumbido

Uma médica a discutir neurofeedback para tinnitus numa chamada remota.
$

Escrito por: Dr. Starr, MD, FAACAP

Dr. Starr é um médico, psiquiatra e neurocientista computacional que tem estado ativo no Interface Cérebro-Computador e no Neurofeedback desde 1990.

Introdução ao Neurofeedback para Tinnitus

O zumbido, frequentemente descrito como um som persistente de zumbido, zumbido ou assobio nos ouvidos, afecta milhões de pessoas em todo o mundo. Esta condição pode variar desde um ligeiro incómodo até um problema debilitante que afecta significativamente a qualidade de vida. Embora o zumbido em si não seja uma doença, é frequentemente um sintoma de doenças subjacentes, como perda de audição, lesões no ouvido ou perturbações do sistema circulatório. Compreender as complexidades do tinnitus é crucial para explorar tratamentos eficazes.

Compreender o Neurofeedback: O que é e como funciona

Neurofeedback, também conhecido por Biofeedback EEG (eletroencefalograma)O neurofeedback é uma técnica terapêutica de ponta que treina o cérebro para se auto-regular, fornecendo feedback em tempo real sobre a sua atividade. Durante uma sessão de neurofeedback, são colocados sensores no couro cabeludo para monitorizar os padrões das ondas cerebrais, que são depois apresentados num ecrã de computador. Através deste feedback visual ou auditivo, os indivíduos aprender a modular a sua atividade de ondas cerebraispromovendo uma função cerebral mais saudável.

A ligação entre a tinnitus e o Neurofeedback

A ligação entre a tinnitus e o neurofeedback reside na capacidade do cérebro de se religar a si próprio, um conceito conhecido como neuroplasticidade. O zumbido pode muitas vezes estar associado a padrões anormais de ondas cerebrais e hiperatividade em certas regiões do cérebro responsáveis pelo processamento auditivo. O Neurofeedback tem como objetivo treinar estas áreas, promovendo a normalização da atividade das ondas cerebrais e potencialmente aliviando os sintomas do zumbido.

Pesquisas e estudos sobre Neurofeedback para o zumbido

Vários estudos de investigação e ensaios clínicos exploraram a eficácia de neurofeedback para o alívio do zumbido. Um estudo notável envolveu 30 participantes com diferentes graus de gravidade do zumbido, mostrando uma redução média de 60% nos sintomas após completarem um curso de sessões de neurofeedback. Estes resultados promissores sugerem que o neurofeedback pode ser uma ferramenta valiosa no tratamento do zumbido.

Como o Neurofeedback pode ajudar a aliviar os sintomas de zumbido

O neurofeedback pode proporcionar alívio do zumbido através de:

  • Reduzir a hiperatividade das regiões cerebrais associadas ao zumbido.
  • Melhorar o funcionamento geral do cérebro e a regulação emocional.
  • Promover o relaxamento e reduzir o stress, que pode agravar os sintomas de zumbido.

Ao atacar as causas profundas do zumbido a nível neurológico, o neurofeedback oferece uma abordagem holística e não invasiva para gerir esta condição difícil.

O Processo da Terapia de Neurofeedback para Tinnitus

O processo da terapia de neurofeedback envolve normalmente os seguintes passos:

  1. Avaliação inicial: É efectuada uma avaliação exaustiva dos sintomas de zumbido e da saúde geral do paciente.
  2. Registo de EEG: A atividade das ondas cerebrais é registada utilizando sensores EEG para identificar padrões anormais.
  3. Sessões de terapia: Os pacientes são submetidos a uma série de sessões de neurofeedback, durante as quais recebem feedback em tempo real sobre a atividade das suas ondas cerebrais. Cada sessão dura cerca de 30 a 60 minutos.
  4. Acompanhamento dos progressos: O progresso do paciente é continuamente monitorizado e são feitos ajustamentos ao plano de terapia conforme necessário.

Taxas de sucesso e testemunhos de pacientes

Histórias de sucesso de pessoas que sofrem de zumbido e que se submeteram à terapia de neurofeedback realçam a sua potencial eficácia:

  • Estudo de caso 1: Uma mulher de 45 anos com tinnitus crónico encontrou um alívio significativo após 10 sessões de neurofeedback, relatando uma redução notável tanto na intensidade como na frequência dos seus sintomas.
  • Estudo de caso 2: Um homem de 60 anos, que vivia com zumbido grave há mais de 20 anos, registou uma melhoria dramática na sua qualidade de vida depois de incorporar o neurofeedback no seu plano de tratamento. O seu sono melhorou e o ruído intrusivo diminuiu para um nível suportável.

Estes testemunhos sublinham o impacto transformador do neurofeedback nas pessoas que sofrem de tinnitus.

O papel dos profissionais de saúde e dos praticantes de Neurofeedback

Os profissionais de saúde e os praticantes de neurofeedback desempenham um papel crucial na implementação efectiva da terapia de neurofeedback para o tinnitus. Eles são responsáveis por:

  • Realização de avaliações exaustivas para adaptar a terapia às necessidades individuais.
  • Acompanhar a evolução do paciente e efetuar os ajustamentos necessários ao plano de tratamento.
  • Prestar apoio e orientação durante todo o processo terapêutico.

A colaboração entre os profissionais de saúde e os praticantes de neurofeedback é essencial para maximizar os benefícios desta abordagem de tratamento inovadora.

Futuro do Neurofeedback no tratamento do zumbido

O futuro do neurofeedback no tratamento do zumbido parece promissor, com a investigação em curso e os avanços tecnológicos a impulsionar a sua evolução. À medida que a nossa compreensão do cérebro continua a aprofundar-se, espera-se que os métodos de neurofeedback se tornem ainda mais refinados e eficazes, oferecendo esperança a milhões de pessoas que sofrem de zumbido em todo o mundo.

Conclusão: Incentivar as pessoas que sofrem de zumbido a considerar o Neurofeedback

Se você ou alguém que conhece está a lutar contra o zumbido, a terapia de neurofeedback pode oferecer um caminho para o alívio. Ao abordar as bases neurológicas do zumbido, o neurofeedback oferece uma solução promissora e não invasiva que pode melhorar significativamente a qualidade de vida.

Apelo à ação: Marque a sua consulta com um especialista em Neurofeedback

Dê hoje o primeiro passo para o alívio do zumbido. Marque a sua consulta com um fornecedor de neurofeedback para saber como esta terapia de ponta o pode ajudar a gerir os seus sintomas e a recuperar a sua paz de espírito.

Ao utilizar palavras-chave como "Neurofeedback para o zumbido", "Tratamento do zumbido" e "Alívio do zumbido", e ao fornecer informações completas e adaptadas ao público-alvo, este artigo pretende informar e encorajar as pessoas que sofrem de zumbido e os profissionais de saúde a considerarem o neurofeedback como uma opção de tratamento viável.

Myneurva é um líder mundial em Neurofeedback e análise QEEG

A Myneurva é um líder mundial na análise computacional de QEEG. O Dr. Starr detém o título de Patente dos EUA para um sistema e método de análise de sinais de eletroencefalograma.

Do Blogue do Neurofeedback...

Neurofeedback para a insónia - Um guia informativo

Neurofeedback para as insónias Está cansado de se remexer e virar todas as noites? Não é o único. A insónia é um distúrbio do sono comum que afecta milhões de pessoas em todo o mundo. Mas e se houvesse uma forma não invasiva e sem medicamentos para melhorar a qualidade do seu sono? O neurofeedback....

Ondas cerebrais beta e Neurofeedback - Aumentar a clareza mental

O Poder das Ondas Cerebrais Beta e do Neurofeedback Imagine se tivesse o poder de aumentar a sua clareza mental, aperfeiçoar as suas capacidades de resolução de problemas e gerir melhor o stress - tudo isto sem medicação. Entre no mundo das ondas cerebrais Beta e do neurofeedback, um método não invasivo...

O que são neuroendofenótipos EEG?

O que é um fenótipo? Vejamos a etimologia, ou a origem das palavras, para compreender "O que é um fenótipo". A etimologia de pheno vem do grego que significa mostrar. Em biologia, um fenótipo é uma caraterística expressa por um organismo devido ao ADN que herdou de...

Neurofeedback em Centros de Reabilitação: Um caminho para a recuperação

Neurofeedback em Centros de Reabilitação - Introdução Os centros de reabilitação estão continuamente à procura de métodos inovadores para apoiar os doentes no seu percurso de recuperação. Uma dessas técnicas promissoras que está a ganhar força é o neurofeedback. Este artigo explora a utilização...

Neurofeedback na psicologia do desporto

Neurofeedback na psicologia do desporto: Melhorar o Desempenho e a Resiliência Mental No mundo do desporto de alto risco, onde milésimos de segundo podem fazer a diferença entre a vitória e a derrota, os atletas e os psicólogos desportivos procuram continuamente métodos inovadores para...

Ondas cerebrais alfa e Neurofeedback - Clareza e criatividade

Ondas Cerebrais Alfa - Uma Introdução No domínio da atividade das ondas cerebrais, as ondas cerebrais Alfa ocupam um lugar especial, sendo frequentemente associadas a um estado de alerta relaxado e de criatividade. Para os entusiastas do neurofeedback e para as comunidades de saúde e bem-estar, compreender as ondas cerebrais Alfa...

QEEG vs EEG - Qual é a diferença?

QEEG vs EEG - Qual é a diferença? O EEG capta/regista a atividade eléctrica do seu cérebro e o Relatório QEEG ou Mapa Cerebral analisa os dados do EEG. Para compreender a diferença entre um EEG e um QEEG, por favor aprenda sobre um exame EEG e um exame QEEG abaixo....

Neurofeedback para melhorar o desempenho

Neurofeedback para um melhor desempenho Neurofeedback para um melhor desempenhoAlém do tratamento dos sintomasO que é o Neurofeedback?Desbravando novos caminhos no melhoramento do desempenhoAlém dos limites da terapia tradicionalEvidência e defesaFazendo do Neurofeedback...

Conheça o seu especialista em Neurofeedback

Contactar-nos

Horas

De segunda a sexta-feira: das 7h às 17h EST
S-S: Fechado